28/02/2024
  • 10:30 Pastores investigados pela Polícia Federal têm ligação com Marcos Bastos, do “Pai Resgatando Vidas”; confira vídeos
  • 10:25 TCE apresenta à Aleam minuta do projeto de criação da Ouvidoria da Mulher
  • 10:19 Fernanda Gentil é diagnosticada com paralisia de Bell: entenda mais sobre a doença
  • 10:14 “Bons de briga”: torcedores enfrentam batalhão de seguranças em jogo; assista aos vídeos
  • 07:06 Hemoam convoca doadores do tipo O devido a estoque baixo de sangue

Brasília – Uma jovem apontou uma arma para uma estudante durante uma briga em frente ao Centro de Educacional São Francisco, em São Sebastião, no Distrito Federal, na tarde desta terça-feira (22). Um vídeo feito com celular mostra o momento em que a mulher tira o revólver de uma bolsa e coloca na frente do rosto da aluna no meio da discussão.

Por meio de nota, a direção da escola afirmou que o caso é inadmissível. “A falta de recursos materiais e humanos compactua para um ambiente insustentável de manutenção de uma unidade escolar. Nossos jovens estão sofrendo com a falta de oportunidades e descasos, abrindo espaço para que a violência ocupe o cotidiano da educação.
Ainda no Distrito Federal, quatro estudantes do ensino médio foram flagradas brigando no pátio de uma escola.

Os casos de violência nas escolas têm se tornado recorrentes. Em abril de 2019, dois estudantes da rede estadual de educação brigaram, dentro de sala de aula, enquanto eram filmados por outro estudante.

Em 23 de fevereiro, o estudante Carlos Henrique da Silva Brito, 16, foi assassinado com facadas, durante uma briga generalizada logo depois de deixar a escola.

Na sexta-feira (18), o flagrante foi de uma briga dentro do ônibus entre estudantes.

Nesta quarta-feira (22), cenas de pancadaria em duas escolas da rede pública estadual no município de Manacapuru (a 68 quilômetros a oeste de Manaus), ganharam repercussão em aplicativos por mensagens e nas redes sociais.

Fonte: G1

Redação 2

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT