28/06/2024
  • 11:34 Vídeo: Membro do PCC é atingido por 15 tiros na cabeça em Manaus; assista
  • 11:30 PUMP é multada em R$18 mil por doação ilegal a candidato
  • 11:25 Ex-noivo de Djidja, Bruno Roberto recebe prisão domiciliar por decisão judicial
  • 11:21 Prefeito David Almeida inaugura novas estruturas da feira itinerante Prefeito 2 Novo título: Prefeito David Almeida inaugura novos espaços na feira itinerante Prefeito 2
  • 10:04 Forças de Segurança se unem na Festa dos Visitantes em Parintins

Camila de Andrade Marodin, conhecida no mundo crime como ‘Trafigata’, está passando o fim de semana na cadeia. Ela voltou para a cela após violar a tornozeleira eletrônica por 15 vezes.

A prisão preventiva foi pedida pelo MP. Em nota, o advogado de Camila Marodin, Cláudio Dalledone, afirma que a bonitona viola a tornozeleira com medo de ser descoberta e morta.

Ele lembrou do atentado que sua cliente sofreu em janeiro: ” o atentado sofrido por Camila Marodin, que é objeto de investigação das forças policiais do Paraná, foi uma das situações de ameaça de morte que ela enfrentou”. Camila é acusada de chefiar uma organização ligada ao tráfico de drogas, com patrimônio de cerca de R$ 4 milhões.

Ela já havia sido presa em dezembro do ano passado, dias após a execução do marido, Ricardo Marodim. Os dois são apontados como líderes do tráfico de drogas na região, com Camila apontada como responsável pela lavagem de dinheiro, assumido o comando após a morte de Ricardo.

Redação 2

RELATED ARTICLES