24/05/2024
  • 08:10 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:10 Botafogo vence Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:09 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:08 Botafogo derrota Flamengo no Maracanã por 2 a 0
  • 11:32 Michelle Bolsonaro elogia Virada Feminina e reconhece liderança de Cileide Moussallem no AM

Presidente foi convidado para a abertura do Ano Judiciário do STF, mas cancelou a participação um dia antes do evento acontecer

BRASÍLIA, DF – O presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou a presença na abertura do Ano Judiciário do Supremo Tribunal Federal (STF), que vai acontecer nesta terça-feira (1°). O presidente havia confirmado a presença, mas declinou nesta segunda-feira, mesmo com a cerimônia sendo virtual.

Nos bastidores, avalia-se que a recusa do convite é para evitar contato com o ministro Alexandre de Moraes, desafeto do presidente. Na última semana, Moraes havia determinado que Bolsonaro depusesse na Polícia Federal de forma presencial na última sexta-feira (28). O presidente, no entanto, não foi à PF e entrou com recurso no Supremo, que foi negado pelo próprio ministro.

Em carta à corporação, Bolsonaro teria dito que exerceu o “direito de ausência” ao não ir depor. Ele ainda disse que obedeceu orientação da Advocacia-Geral da União (AGU) para não depor.

Tradicionalmente, o presidente da República é convidado e comparece à abertura do Ano Judiciário, mas não faz qualquer tipo de discurso. Na sessão desta terça-feira, só devem se pronunciar o presidente da Corte, Luiz Fux; o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Felipe Santa Cruz, e; o procurador-geral da República, Augusto Aras.

Este é o terceiro ano que Bolsonaro não vai participar da abertura do Ano Judiciário. Em 2019 e 2020, o presidente foi representado pelo vice-presidente da República, general Hamilton Mourão (PRTB).

Redação 2

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT