29/06/2024
  • 11:34 Vídeo: Membro do PCC é atingido por 15 tiros na cabeça em Manaus; assista
  • 11:30 PUMP é multada em R$18 mil por doação ilegal a candidato
  • 11:25 Ex-noivo de Djidja, Bruno Roberto recebe prisão domiciliar por decisão judicial
  • 11:21 Prefeito David Almeida inaugura novas estruturas da feira itinerante Prefeito 2 Novo título: Prefeito David Almeida inaugura novos espaços na feira itinerante Prefeito 2
  • 10:04 Forças de Segurança se unem na Festa dos Visitantes em Parintins

O dono de uma pousada, identificado como Jay Allee, de 54 anos, está sendo acusado de espionar hóspedes, fazendo mais de 2 mil fotos e vídeos dos clientes, incluindo cenas de sexo. Ele teria usado uma câmera escondida em um chalé para hóspedes, no Texas, nos EUA. As informações foram divulgadas pelo tabloide Mirror.

Segundo a polícia, um dos hóspedes encontrou a câmera, que estava colocada de forma que parecia a fonte do roteador de internet. O homem ficou desconfiado quando Allee sugeriu que o casal ficasse nu para assistir ao pôr do sol. Ele então desconfiou do objeto e pesquisou na internet “como identificar câmeras escondidas”.

Após a denúncia do hóspede, os policiais descobriram que o dispositivo estava em funcionamento há aproximadamente um ano. As imagens eram enviadas para tablets, celulares e computadores do dono da pausada.

Ao todo foram encontradas 2,1 mil fotos e vídeos de pessoas nuas, seminuas e até fazendo sexo.

Bianca Zuniga-Goldwater, que representa 17 pessoas que se hospedaram na pousada de Allee, disse que a situação era como um “filme de terror na vida real”. Agora Allee enfrenta 15 processos de acusação, à medida que mais hóspedes se uniram à causa. Autoridades que investigam o caso ainda esperam que mais hóspedes denunciem a invasão de privacidade.

Ele aguarda o julgamento em liberdade, após pagar uma fiança de 600 mil dólares.

Redação 2

RELATED ARTICLES