24/05/2024
  • 08:10 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:10 Botafogo vence Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:09 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:08 Botafogo derrota Flamengo no Maracanã por 2 a 0
  • 11:32 Michelle Bolsonaro elogia Virada Feminina e reconhece liderança de Cileide Moussallem no AM

Na manhã desta terça-feira (8), Yago Oliveira da Silva foi preso, suspeito de matar o barbeiro Jackson Moura Fernandes na véspera do Natal, ano passado, em um beco, no bairro Petrópolis, na Zona Sul de Manaus.

Conforme o delegado Ricardo Cunha, da DEHS, Jackson era ex-integrande de uma facção e tinha deixando o mundo do crime. Mas, o líder do tráfico no bairro identificado como ‘Cacete’ o queria de volta, dessa vez, para vender drogas dentro do salão que a vítima trabalhava.

Na tarde do dia 24 de dezembro, a vítima vestiu a roupa que tinha comprado para o Natal e disse para sua mãe que iria sair, porém, não sabia se retornaria para sua casa.

No encontro, o chefe solicitou que ele voltasse a comercializar as drogas, mas Jackson se recusou e alegou que havia saído da vida do crime, inclusive já estava trabalhando como cabeleireiro.

Tendo vista isso, o homem ordenou a morte da vítima, que aconteceu no Beco Mossoró. Cacete, Yago e outro suspeito, chamado de Adriano, mataram a tiros o jovem na frente dos moradores.

Para enganar a população, eles afirmaram que Jackson tinha dado em cima da mulher do traficante Cacete.

Yago responderá por homicídio. Adriano e Cacete estão sendo procurados.

Redação 2

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT