22/02/2024
  • 09:32 Associação de Blogs e Portais do Brasil realiza reunião em Manaus
  • 06:52 Sine Amazonas divulga 85 vagas de emprego para esta quarta-feira
  • 06:50 Senado aprova projeto que acaba com “saidinha” de presos em feriados
  • 06:48 Chanceler de Israel exige retratação de Lula após declarações polêmicas.
  • 06:46 OMS alerta para surto global de sarampo

Manaus – Na manhã desta terça-feira (22), a Polícia Militar do Amazonas (PM-AM) encontrou uma ossada humana escondida em uma cova profunda, de um terreno baldio localizado na Rua 29, na Comunidade Buritis, no bairro Nova Cidade, na zona Norte de Manaus. Os restos mortais seriam de um jovem que desapareceu em dezembro.

De acordo com informações, o pai do jovem recebeu um telefonema anônimo informando que o corpo do filho estava enterrado naquela localidade. Desesperado e tentando dar um fim neste traumático capítulo da sua vida, ele foi rapidamente para o 15ª Distrito Integrado de Polícia (DIP) relatar o ocorrido.

Os policiais militares, junto com os cachorros da Ciocães, foram até o local indicado e ao realizarem buscas, localizaram a cova e a ossada do jovem. Ao lado da cova, havia uma camisa vermelha e uma bermuda branca, que foram exatamente com essas peças de roupa que a vítima havia sido vista pela última vez.

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBAM) também esteve presente na ocorrência para remover a ossada da cova e encaminhá-la ao Instituto Médico Legal (IML).

No entanto,  ocorrência não acabou por aí. Os agentes acabaram descobrindo que o local seria usado por membros de facção como um cemitério do ‘Tribunal do Crime’. Acredita-se que lá dezenas de pessoas foram torturadas, mortas e enterradas em covas profundas. O caso será investigado, assim como o local.

Redação 2

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT