28/05/2024
  • 09:30 Imersão Eleições: inscrições abertas para o maior evento de marketing político para capacitação profissional com foco em campanhas eleitorais
  • 08:10 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:10 Botafogo vence Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:09 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:08 Botafogo derrota Flamengo no Maracanã por 2 a 0

Após o mundo todo se manifestar contra a invasão da Rússia sobre a Ucrânia e times europeus de recusarem a jogarem contra o país pelas eliminatórias da Copa do Mundo, a Fifa decidiu suspender a Rússia do evento esportivo de 2022 e de campeonatos internacionais de clubes.

O anúncio foi feito pela Fifa nesta segunda-feira (28), juntamente com a Uefa, que é a federação europeia de futebol, e é válida por tempo indeterminado. A suspensão vale para a seleção masculina, feminina e de base.

“A Fifa e a Uefa decidiram em conjunto que todas as equipes russas, sejam os representantes nacionais ou os clubes, devem ter suas participações suspensas, tanto nas competições da Fifa, quanto da Uefa, até nova ordem”, disseram as duas entidades.

No último domingo (27), a Fifa anunciou o primeiro pacote de punições contra a Rússia, que incluía a proibição de jogar em seu território e de usar símbolos como bandeira e hino. Também houve condenações à Rússia por parte da Associação de Futebol da Inglaterra e da Fifpro, o sindicato mundial de jogadores de futebol.

Horas antes da decisão, o Comitê Olímpico Internacional (COI) fez um pedido a todas as federações e aos organizadores de eventos esportivos que excluíssem a Rússia, seus atletas e autoridades de competições internacionais. Na justificativa, o COI disse que é inadmissível que “Enquanto atletas da Rússia continuem a participar de eventos esportivos, muitos atletas da Ucrânia não podem fazê-lo, em razão dos ataques a seu país”.

Redação 2

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT