28/06/2024
  • 11:34 Vídeo: Membro do PCC é atingido por 15 tiros na cabeça em Manaus; assista
  • 11:30 PUMP é multada em R$18 mil por doação ilegal a candidato
  • 11:25 Ex-noivo de Djidja, Bruno Roberto recebe prisão domiciliar por decisão judicial
  • 11:21 Prefeito David Almeida inaugura novas estruturas da feira itinerante Prefeito 2 Novo título: Prefeito David Almeida inaugura novos espaços na feira itinerante Prefeito 2
  • 10:04 Forças de Segurança se unem na Festa dos Visitantes em Parintins

O ex-governador Amazonino Mendes confirmou neste sábado (2) sua filiação ao Cidadania (23), que oficializou federação partidária com o PSDB. Amazonino reafirmou que vai disputar o Governo do Amazonas e que sua filiação ao Cidadania marca uma nova etapa na pré-campanha rumo ao Governo do Estado.

Em vídeo publicado nas redes sociais, Amazonino deixou claro que tentaram de todas as formas impedir que ele tivesse um partido para disputar a eleição deste ano. “Compraram partidos, políticos, usaram vergonhosamente o dinheiro do povo amazonense numa trama para ganharem de w. o. Perderam porque o dinheiro não é tudo.

Perderam porque fazem a política rasteira, abjeta. Perderam porque não estão com o povo. Eu sou a pior opção para esta classe política que está aí. Simplesmente, porque estou com o povo”, disse Amazonino.

O ex-governador destacou que o seu jeito de fazer política é realizando obras, bons projetos, fazendo sonhos se tornarem realidade. “Assim nasceu a UEA. Assim construí os hospitais, escolas e criei alternativas de desenvolvimento para o interior. Assim enfrentei os poderosos em defesa da Zona Franca e dos empregos dos amazonenses”, completou.

Amazonino disse que o atual governador é réu por, segundo a Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República, chefiar uma organização criminosa que desviou recursos da saúde. “O governador, por incompetência, deixou faltar oxigênio nos hospitais, provocando a morte de dezenas de pessoas por asfixia.

Ele é réu acusado de crimes gravíssimos. Ao contrário dele, nós estamos aqui de peito aberto, com um grande legado reconhecido pela população. A minha força sempre foi e sempre será legítima. A minha história se sustenta na força que vem do povo”, finalizou Amazonino.

Redação 2

RELATED ARTICLES