28/05/2024
  • 09:30 Imersão Eleições: inscrições abertas para o maior evento de marketing político para capacitação profissional com foco em campanhas eleitorais
  • 08:10 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:10 Botafogo vence Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:09 Botafogo derrota Flamengo por 2 a 0 no Maracanã
  • 08:08 Botafogo derrota Flamengo no Maracanã por 2 a 0

Após o vazamento de áudios em que o pré-candidato ao Senado, Coronel Menezes (PL), faz ameaças verbais ao prefeito de Manaus, David Almeida (Avante), o chefe do executivo municipal resolveu de manifestar, demonstrando indignação.

“Se não fossemos tão boicotados. Se as pessoas que dizem amar Manaus não fossem tão desleais com sua própria cidade, eu já estaria anunciando, pelo menos, 5 mil moradias. Estaria anunciando muito mais recursos para nossa cidade”, afirma o prefeito.

O posicionamento de David Almeida foi feito durante a assinatura de um termo de compromisso entre a Prefeitura e a Águas de Manaus para revitalização do Parque Senador Arthur Virgílio Filho, o Parque Lagoa do Japiim, na manhã desta quinta-feira (31), no bairro Japiim, zona Sul da cidade.

O prefeito também afirmou que o executivo municipal vem realizando muitas obras com recursos próprios da prefeitura e repudiou, mais uma vez, a atitude de Menezes. “Todos esses recursos de que eu estou falando são recursos do caixa da cidade de Manaus, da Prefeitura e alguns em parceria com o Governo do Amazonas. Os outros boicotaram tudo, mas quem boicota o David, boicota a cidade de Manaus”, desabafou.

Ainda segundo Almeida, mesmo com a negativa do Governo Federal na liberação de verbas para a Manaus, o executivo municipal já dispõe de meios para continuar dando seguimento aos pacotes de obras prometidos à capital. “Mesmo diante de pessoas inimigas, mesmo diante de pessoas com olhar e pele de cordeiro – mas são lobos que estão espreitando a nossa população – nós vamos avançar. Nós já temos os recursos para fazer todas as obras que falamos e, já no ano que vem, com os nossos recursos, vamos trabalhar para ter R$ 120 milhões e construir moradias”, disse David Almeida.

No áudio de Menezes é possível escutá-lo citar a satisfação por ter feito parte da decisão do presidente Bolsonaro em barrar a liberação de verbas para a prefeitura da capital. Além disso, o nome de Capitão Alberto foi levantado, tendo em vista a preocupação do Coronel com a aproximação do mesmo com o presidente.

Sobre o áudio vasado, Coronel Menezes disse que alguém agiu de má fé. “Algum criminoso pegou e gravou uma conversa privada, repleta de força de expressão e deve tê-las vendido para algum ‘agiota político’. Nesse meio eu não circulo”, disse. 

Redação 2

RELATED ARTICLES
LEAVE A COMMENT