28/06/2024
  • 11:34 Vídeo: Membro do PCC é atingido por 15 tiros na cabeça em Manaus; assista
  • 11:30 PUMP é multada em R$18 mil por doação ilegal a candidato
  • 11:25 Ex-noivo de Djidja, Bruno Roberto recebe prisão domiciliar por decisão judicial
  • 11:21 Prefeito David Almeida inaugura novas estruturas da feira itinerante Prefeito 2 Novo título: Prefeito David Almeida inaugura novos espaços na feira itinerante Prefeito 2
  • 10:04 Forças de Segurança se unem na Festa dos Visitantes em Parintins

Foto: Reprodução

Manaus, AM – Como um meio de tentar firmar uma zona eleitoral para ampliar a vantagem em disputa nas urnas, políticos têm se empenhado para conquistar eleitores cristãos, sendo os principais alvos na igreja evangélica. O “método” é característica da direita, com diversos políticos inseridos dentro de congregações, mas, a esquerda também tem feito uma manobra para fazer parte desse meio.

Na política, as igrejas estão se mostrando cada vez mais fortes, principalmente em épocas de campanhas eleitorais. Pastores, bispos e até fiéis comuns buscam maneiras de se elegerem, mas o que chama a atenção dentro das congregações são grandes figuras políticas que são defendidas por toda uma igreja, fazendo assim que o voto do “rebanho” seja concreto.

Entre os principais exemplos da política dentro da igreja está o deputado federal do Amazonas, Silas Câmara (Republicanos), pastor evangélico da igreja Assembleia de Deus. Em Manaus, o político é o favorito entre os religiosos para se eleger na bancada amazonense e representá-los tanto no Amazonas, quanto em Brasília.

Foto: Reprodução

A imagem do deputado é marcada pelo tradicionalismo e religião, bem presentes nas pautas e ideologias da direita e extrema direita brasileira. Com isso, não seria diferente que Silas se aproximasse do presidente Jair Bolsonaro (PL), que possui ideais parecidos com os seus, além de já ter destacado a aliança entre ele e os fiéis.

Isso porque o presidente Bolsonaro frequenta a igreja evangélica em geral e com as ideias voltadas para manter o “padrão” da família tradicional brasileira vai ganhando cada vez mais apoio dos fiéis. Mesmo sendo batizado em igreja católica, isso não o impede de demonstrar a fé diante de outra religião, mas o fato de ser batizado no catolicismo também lhe dá um aval para que busque formas de atrair eleitores naquela casa.

Em relação ao deputado Silas Câmara, o presidente Jair Bolsonaro e os demais apoiadores políticos recebem uma ajuda especial do parlamentar no Amazonas. Da última vez em que esteve em Manaus, Bolsonaro não veio cumprir a agenda presidencial na cidade, mas sim, esteve na capital amazonense para participar de um culto evangélico.

Até mesmo o slogan de campanha do presidente nas eleições de 2018 misturou política e religião: “Brasil acima de tudo, Deus acima de todos”. Com essa frase carimbada por Bolsonaro, ficou ainda mais fácil conquistar o eleitorado cristão, que também não escondeu o desejo de eleger Bolsonaro para comandar o país.

Essa jogada também não foi deixada de lado nas eleições de 2020 em Manaus, quando o prefeito David Almeida (Avante) usou a religião diversas vezes para tentar blindar a candidatura de maus olhados. Sendo adventista, nas redes sociais o chefe municipal mostrava, e ainda mostra, a religiosidade ao lado da filha, e passou a ter apoio de igrejas com a conversa de que não era igual aos outros nomes da política amazonense.

Redação 2

RELATED ARTICLES